Leitura

Dica de Leitura: A Culpa é das Estrelas

Olá meninas, tudo bom? No final do ano passado consegui uma semaninha de folga no trabalho e aproveitei este tempo para colocar a leitura em dia. Após a indicação de uma amiga comprei o livro A Culpa é das Estrelas, do escritor norte-americano John Green. Li em dois dias! E garanto: não tem como não se emocionar com a história e, principalmente colocar na balança crenças, valores e desejos que, muitas vezes tomam muito tempo e energia na nossa vida e que poderiam ser deixado de lado.

O livro conta a história de Hazel, uma jovem de 16 anos com câncer no pulmão em estágio avançado que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões. A jovem sempre está acompanhada de um balão de oxigênio. Durante uma reunião do Grupo de Apoio a Crianças com Câncer, ela conhece Augusts Waters, de dezessete anos, ex-jogador de basquete que usa uma prótese na perna após um câncer nos ossos. E deste encontro nasce uma linda história de amor. Com muito senso de humor, os jovens brincam com os clichês do mundo do câncer – a principal arma para enfrentar a doença – e vivem situações comuns na vida de qualquer adolescente, tais como: o primeiro encontro, o primeiro beijo e a primeira vez. Paralelo a isso, o autor mostra as mudanças que a doença traz para a família destes jovens. 
Lágrimas são inevitáveis ao longo das 283 páginas, mas, além disso, o livro me fez agradecer (ainda mais) por ter uma saúde perfeita. Quando penso neste livro, automaticamente me vem à mente um trecho da música Anjo mais Velho, do Teatro Mágico:

“O fim é belo incerto, depende de como você vê. O novo, o credo, a fé que você deposita em você e só”

O trecho desta música é, sem dúvida, o melhor resumo para este livro! Não deixem de ler! 
Em breve, a história ganhará as telas do cinema. Os atores escolhidos para interpretar casal foram Shailene Woodley – Os Descendentes – e Ansel Elgort. O filme não tem data para estréia no Brasil. Só nos resta aguardar!
Beijosssss
Pin It

Trackbacks

  1. […] A história é maravilhosa. O livro narra o romance de dois adolescentes: Hazel, de 16 anos, com metástase em seus pulmões, que sobrevive graças a uma droga revolucionária e Augustus Waters, o Gus (ai, ai!), 17 anos, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Não tenho palavras para definir o Gus! Além de: Gus, casa comigo?  As reflexões do personagem sobre relacionamento são fantásticas. E me ajudaram muito em uma fase difícil da minha vida. Com ele aprendi ‘que a dor precisa ser sentida’ e a mais importante ‘a de que aceito as minhas escolhas’. Gostei tanto (mais tanto) do livro que no começo do ano escrevi um post sobre ele. Leia aqui. […]

  2. […] escolhas’. Gostei tanto (mais tanto) do livro que no começo do ano escrevi um post sobre ele. Leia aqui. Clique aqui e baixe o arquivo em […]

Speak Your Mind

*