Leitura

Dica de Leitura: O Projeto Rosie

Quanto tempo leva para você encontrar o amor da sua vida? De acordo com uma pesquisa realizada no Reino Unida antes de achar a ‘tampa da sua panela’ uma mulher vai beijar (em média) 15 homens, namorar 7 vezes, ter o seu coração partido 2 vezes;  2 relacionamentos longos; 4 namoros desastrosos; se apaixonar (loucamente) 2 vezes; ter 4 casos de uma noite; ser traída uma vez; trair uma vez; um relacionamento à distância e depois de tudo isso, você vai encontrar o amor da sua vida. Fácil, né? #soquenão

Inspirado nesta pesquisa, australiano Graeme Simsion escreveu o livro O Projeto Rosie, que se tornou um best-seller internacional.

DIAS ESTILOSOS_PROJETO ROSIE1 (2)O titulo conta à história de Don Tillman, um professor de genética (com porte atlético) de 39 anos, que nunca teve uma namorada. Don decide usar os seus conhecimentos na área acadêmica para encontrar a mulher perfeita, por meio de um questionário que ele desenvolveu para selecionar as candidatas. Só que Dom não contava encontrar com Rosie, uma jovem de 29 anos com um perfil totalmente inadequado ao seu ‘ideal de esposa’, mas, ela ensina ao professor que no amor não existe regra e muito menos lógica na busca pelo par ideal.

DIAS ESTILOSOS_PROJETO ROSIE1 (1)

No inicio do livro, o personagem do Dom é irritante de tão metódico e tedioso, mas a convivência com a Rosie (que é totalmente o seu oposto) torna a sua vida mais divertida, além disso, o acadêmico descobre novas habilidades, como o talento para preparar drinks =)

Durante a leitura pensei o quanto o ser humano (em especial, esta que vos escreve) costuma criar roteiros para cada momento da sua vida.  Às vezes taxamos as pessoas sem se quer nos a oportunidade de conhecer verdadeiramente este individuo. E quando o assunto envolve a vida amorosa, meu amor… o personagem principal já está idealizado na nossa mente e coração. Ele só não tem nome e rosto, mas já traçamos todas as suas características.

Acho que por isso, muitas vezes, colecionamos tantas histórias desastrosas. Será que não deveríamos apostar um pouco na vida e nas oportunidades que ela nos oferece todos os dias? Tentar conhecer uma pessoa sem levar em conta a aparência e as nossas primeiras impressões? Nos últimos meses estou tentando adotar esse tipo de comportamento, não só na área afetiva, mas para vida! Fácil não é! Às vezes tenho umas recaídas, mas acho que estou no caminho certo! Quem sabe desta forma não pulo algumas etapas desta pesquisa ‘otimista’ do Reino Unido para encontrar o amor da minha vida?

Beijos

Pin It

Speak Your Mind

*