Automóvel

#diasdevolante: Músicas sentimentais ajudam a melhorar o humor ao dirigir

Carros parados, motoristas estressados e buzinas. Muitas buzinas! Dos mais variados sons e volumes, que contribuem para tirar o bom humor de qualquer ser humano que precisa encarar o trânsito nas grandes cidades.

E como não dar para largar o carro no meio da rua e sair correndo sem olhar para trás ou ficar no celular (correndo o risco de provocar um acidente ou ganhar uma multa), que tal aumentar o volume do som e cantar a sua música favorita?

Sim, isso ajuda! Uma pesquisa encomendada pela Ford – realizada pela Universidade de Nova York em parceria com o Spotify – constatou que ouvir música no carro afeta o humor do motorista, ainda mais se a melodia for parecida com “Back to Black”, de Amy Winehouse, “Sorry”, de Justin Bieber, ou “The Winner Takes it All”, do Abba, que podem ajudar a começar o dia com uma carga de energia que dura até duas horas.

Então, aperta o play  para curtir a playlist sugerida pela Ford enquanto você lê esse post =)

O que essas músicas têm em comum? A combinação de uma batida rítmica forte com uma sensação melancólica que, segundo a pesquisa, muitas pessoas preferem ao dirigir.  No estudo encomendado pela Ford, os cientistas identificaram duas características-chave da música que influenciam o humor: a “energia”, batida e tempo do som; e a “valência”, sua profundidade, emoção e sentimento. Juntos, esses elementos podem servir como um tônico para animar até a viagem mais monótona.

Durante a pesquisa, motoristas de vários países da Europa ouviram listas de músicas selecionadas com diferentes combinações de “energia” e “valência”. O seu humor foi conferido por meio de questionários respondidos imediatamente antes, imediatamente depois e em intervalos de uma hora depois de dirigir de manhã.

As trilhas com uma batida energética e alegre, com “alta valência”, funcionaram bem, mas as trilhas tristes, usando a escala menor de notas musicais, com “baixa valência”, mostraram a mesma popularidade.

“Em toda a pesquisa, músicas com um alto nível de energia deixaram nossos testadores empolgados para enfrentar o dia”, diz Amy Belfi, neurocientista cognitiva da Universidade de Nova York, especialista em efeitos da música no cérebro. “Mais intrigante é que, longe de ter de ser alegres, as músicas mais propensas a ter um efeito positivo também podem ser reflexivas e melancólicas. Ou seja, as músicas ‘tristes’ podem realmente nos fazer sentir bem sobre nós mesmos. Elas podem nos lembrar, por exemplo, de experiências difíceis que superamos e com as quais aprendemos.”

Preciso discordar com um ponto dessa pesquisa: musicas tristes não me acalmam, me deixam péssima! Agora, vou deixar duas músicas que andam me acalmando muito no trânsito: ‘Échame la culpa’, do Luís Fonsi com da Demi Lovato; e ‘Perfect’, do Ed Sheeran.

E você, conta para gente qual é a sua playlist para encarar o trânsito da sua cidade?

Beijos

Pin It

Speak Your Mind

*